English Português

Manda uma caipirinha aí, Neném!

De um lado, as dunas. Do outro, o pôr do sol. Entre eles, um inesquecível ponto de encontro chamado Vila Kalango.

Manda uma caipirinha aí, Neném!

12/08/2015

1

 

No bar e no restaurante aqui da Vila, tem um garçom de fala mansa e simpatia evidente. O nome dele é Francisco, mas também pode chamá-lo de Neném.  Ele está conosco há cerca de três anos e é muito querido pelos hóspedes!

Neném nasceu em Jeri mesmo, na década de 80. Já trabalhava na área de turismo antes e chegou aqui por intermédio de uma ex-funcionária que o indicou. Na entrevista, ele logo demonstrou suas habilidades no relacionamento com pessoas, o que é fundamental para trabalhar em um hotel. (mais…)

Vila Kalango: sustentabilidade reconhecida!

05/08/2015

Em 2015, nós recebemos mais uma vez o Selo do Programa de Sustentabilidade para os Meios de Hospedagem da Rota das Emoções, do Sebrae Ceará. Isso só mostra o tamanho da responsabilidade com que agimos em nossa querida Jericoacoara, preservando, além da exuberante natureza local, a cultura do povo que vive aqui.

(mais…)

Deslize na duna com o Skibunda!

29/07/2015

Compostas por uma areia fininha, de coloração clara, as dunas da nossa região são lindas. Além do belo visual que elas proporcionam, atividades como passeios de buggy são muito comuns e praticadas por aqui, aproveitando o relevo dessas formações naturais. E o passeio é sempre com emoção! 😉

(mais…)

Receitas da Vila: Camarão empanado na tapioca

15/07/2015

1

 

Quem já veio à Vila Kalango sabe que frutos do mar e comida típica nordestina são nossas grandes influências gastronômicas. Uma grande parte do que sai da nossa cozinha é composta por peixes recém-pescados aqui na região de Jeri e leva o autêntico tempero regional, reconhecido e aclamado Brasil afora.

E quem conhece a legítima gastronomia nordestina também sabe que os frutos do mar são elementos essenciais para seu sucesso! Um exemplo clássico que servimos no Bar da Praia é o camarão empanado na tapioca, petisco que reúne o crustáceo servido no em todo o mundo e a iguaria tipicamente nordestina.

Who has already come to Vila Kalango know seafood and typical food from Brazillian Northeast are our great culinary influences. A large part of that comes out of our kitchen consists of freshly caught fish here on Jericoacoara’s region and carries the authentic regional spice recognized and acclaimed all over Brazil.

And who knows the legitimate northeastern cuisine also knows that the seafood are essential elements for your success! A classic example that we serve at Bar da Praia is the breaded shrimp on tapioca, a snack that meets the crayfish served all over the world and the typical northeastern delicacy.

O prato sempre chama a atenção do pessoal aqui na pousada, já que muita gente nunca provou o camarão desse jeito e fica curioso para experimentar o resultado dessa combinação. Quando eles provam, não dá outra: os olhinhos se fecham e, quando abrem de novo, é só elogios. Sucesso absoluto de aprovação!

Para que você possa levar um pouco do gostinho da Vila Kalango para sua casa, nós vamos te ensinar o passo a passo para preparar essa receita!

The dish always draws the attention of the guests over here, as many people have never tasted shrimp that way and is curious to experience the result of this combination. When they prove, guess what: the eyes are closed, and when they open again, we just hear praises. Absolute success of approval!

For you to take a bit of Vila Kalango’s taste to your home, we will teach you step by step how to prepare this recipe!

 Antes de tudo, você vai precisar de:

– 200g de camarão

– 2 ovos

– Farinha de tapioca

– Sal (a gosto)

– Pimenta do reino (a gosto)

Depois de reunir os ingredientes, o próximo passo é…deixa que a Ana Paula, da nossa cozinha, ensina pra você!

 

Before anything, you’re gonna need:

– Shrimp 200g

– 2 eggs

– Tapioca flour

– Salt (optional)

– Black pepper (optional)

Once you gather the ingredients, the next step is…well, we let Ana Paula, from our kitchen, teach it for you!

 Diz aí se não deu água na boca? Agora é só servir e se deliciar!

Mouthwatering, no? Now just serve and delight!

Oferta 3/2: Para você vir para Jeri em Setembro!

08/07/2015

Setembro é um dos nossos meses preferidos em Jeri. O clima nessa época está perfeito, com muito calor, sol radiante e pouquíssimas nuvens no céu. O vento, então, está bombando: a média diária é de 20/30 nós!

(mais…)

Kite e Wind

Regras de Segurança

Para garantir que sua temporada de velejo em Jeri seja mais agradável e segura, pedimos que leia atentamente as regras de segurança abaixo, elaboradas por profissionais acostumados com as condições locais:

  • Regras de precedência na água (sotavento e barlavento): Quando dois velejadores estão velejando na mesma direção (eles têm a vela do mesmo lado), aquele que navega Barlavento tem que dar lugar ao outro, porque ele é favorecido pelo vento. Isto é especialmente importante no windsurf, como o velejador navega de costas para o vento, o que torna difícil para ele é ver o velejador sotavento (detrás dele);
  • Estibordo tem direito de passagem: se dois windsurfistas navegam um em direção ao outro, aquele cuja mão direita é a mão mastro (estibordo) tem o direito de passagem. Ao defrontar barcos à vela, barcos de pesca, surfistas, etc, o windsurfista deve ceder caminho. Quando o windsurfista encontrar lanchas ou outras embarcações motorizadas, ele tem o direito de passagem. No entanto, se você deparar frente a frente com estas embarcações, o melhor é esquecer as regras e simplesmente sair do caminho;
  • É proibido navegar em zonas de natação que são muitas vezes separadas por marcas de fronteira. Quando velejar fora desta zona, por favor, mantenha uma distância de cerca do comprimento do seu mastro de outros nadadores;
  • Esteja ciente de seu entorno em todos os momentos . Se você está fazendo um downwind, deve se certificar de que ninguém esteja prestes a cruzar o seu caminho;
  • Fique de olho no seu ponto de partida para que você não navegue muito longe, na direção do vento;
  • Verifique o seu equipamento de tempos em tempos;
  • Certifique-se sempre das condições existentes no seu local de velejo (por exemplo, melhores/piores direções do vento, marés, correntes perigosas, ouriços do mar, áreas rasas, rochas abaixo da superfície, etc);
  • Em caso de emergência, a regra mais importante é manter a cabeça fria e calma! Descubra o que aconteceu ou o que está danificado, e pensar em repará-lo de uma forma que lhe permite navegar de volta à costa;
  • Se é impossível continuar, mas o vento e as correntes podem levá-lo a uma zona de pouso adequado, mantenha segurando em seu equipamento e se deixe levar, ou deite na prancha e reme até lá;
  • Se você encontra-se em uma situação problemática e não pode fazer nada, você deve fazer o sinal internacional de emergência para qualquer um que possa te ver. Fique de pé ou ajoelhe-se em sua prancha e acene com ambos os braços;
  • É proibido velejar na área de kitesurf (separada da zona de windsurf por uma boia de marcação);
  • É proibido velejar fora da boia de marcação que representa o limite de velejar em mar aberto.
  • Desde já agradecemos por seguir as regras de segurança locais. Procure se informar com a Equipe da Ticowind sobre as condições locais de velejo. Estaremos sempre disponíveis para esclarecer dúvidas e ajudar no que for preciso.

    Bom velejo!